Miniabdominoplastia Riscos: Como se cuidar no pós operatório?

Devido à algumas alterações em nosso corpo, as vezes passamos por processos que podem ser irreversíveis, como o rompimento das fibras elásticas do nosso abdômen.
Esse fenômeno acontece recorrente a alterações bruscas de peso e gordura corporal ou, até mesmo, uma gestação. De modo que, o acúmulo de pele e gordura passem a estar presentes, mesmo que em pequena quantidade, na região abaixo do umbigo.

Em situações assim, são indicadas cirurgias que revertem a situação do corpo e retiram essa camada de gordura, como a miniabdominoplastia.

Mas, como toda cirurgia, é necessário saber mais sobre a miniabdominoplastia e riscos possíveis. Confira a seguir algumas informações:

Miniabdominoplastia Riscos

 

Entenda como é realizada a miniabdominoplastia e seus riscos:

Um pouco semelhante com a cirurgia chamada abdominoplastia, a miniabdominoplastia pode ser considerada menos complicada.

O processo se dá com um pequeno corte na barriga, não se fazendo necessário a modificação do umbigo e união dos músculos do abdômen, oferecendo assim menos riscos.

Este procedimento é escolhido por aquelas pessoas que geralmente optam por retirar a flacidez e gordura acumulada de um local especifico, proporcionando pequenos resultados.

 

Miniabdominoplastia e riscos, como se cuidar?

Apesar de ser uma cirurgia sem maiores complicações, a miniabdominoplastia pode apresentar alguns riscos, como por exemplo:

  • Alguns hematomas na região afetada;
  • Infecção na cicatrização, podendo causar alterações na aparência;
  • Em casos mais extremos, a abertura dos pontos, sendo necessário o contato imediato o médico cirurgião responsável.

Então, para que esse procedimento cirúrgico possua o resultado esperado em seu abdômen, é necessário tomar alguns cuidados como:

  • Evitar movimentos que exijam esforço, para não forçar a região operada e respeitar o tempo de repouso descrito pelo médico
  • Na hora de dormir, procure não fazer muitos movimentos e ficar ao máximo de barriga para cima, pois isso evita possíveis atritos no abdômen que causaram dores;
  • Fazer o uso de uma cinta pós cirúrgica, chamada cinta abdominal. Pois ela dará mais firmeza para a região e segurança na hora de executar alguns movimentos.

Como realizar e reconhecer a miniabdominoplastia e seus riscos:

Para que a cirurgia seja realizada de maneira segura, evitando seus riscos, é necessário estudar bem a escolha do local a ser realizado e o profissional que será responsável pelo procedimento.

Qualquer cirurgia plástica deve ser realizada em um local especializado e seguro, pois além de trazer segurança, influencia diretamente no resultado da operação.

É necessário seguir todas as recomendações de seu médico, respeitar o pós operatório.

 

Quem está apto a realizar a cirurgia e se submeter à miniabdominoplastia e seus riscos?

A escolha dos pacientes que passam por esse tipo de processo cirúrgico no abdômen e seus riscos, deve ser bem específica.

É de extrema importância levantar as características e necessidades da pessoa, para saber se ela se encaixa no caso de realizar uma miniabdominoplastia.

Geralmente as pessoas a realizarem são aquelas que estão com seu peso normal e são jovens, que possuem o interesse em retirar aquelas camadas de pele em excesso que não podem ser eliminadas facilmente através de exercícios físicos.

Qualquer outra dúvida que você tiver em relação ao assunto, acesse o blog do Dr. Rummennig Albuquerque, que é um grande especialista no assunto.

Esse procedimento está diretamente ligado com a autoestima das pessoas que querem realizá-lo e que estão em busca de um corpo que esteja mais dentro dos padrões de beleza.

O primeiro passo para tomar essa decisão é conhecer bem sobre o que é a miniabdominoplastia e seus riscos, para que os resultados venham de maneira positiva e gratificante.

https://www.rummennig.com.br/

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *