?> Bioestimuladores E Acnes | Dr. Rummennig Albuquerque

Bioestimuladores E Acnes: É Recomendado?

A relação entre os bioestimuladores e acnes é íntima, apensar de poucas pessoas saberem disso. As acnes são características dos adolescentes, no entanto, não aparece exclusivamente nessa faixa etária.

As pequenas inflamações na pele podem continuar a aparecer mesmo depois dos 20 anos idade e ainda se prolongarem por muito tempo. Além do aspecto desagradável que elas causam pela vermelhidão, as consequências podem ser ainda piores.

O problema dermatológico, em algumas pessoas, pode deixar diversas cicatrizes pelo rosto. Nesse caso, não há limpeza de pele ou produto de beleza que resolva. É necessário optar por tratamentos alternativos.

Dentre eles, há o uso de bioestimuladores. Muitos podem não ver a relação do tratamento estético com a acne, mas esta existe (e tem se mostrado muito satisfatório, por sinal).

Entendendo sobre bioestimuladores e acnes

Como dito anteriormente, existe uma relação entre os bioestimuladores e acnes. Para entender como tal procedimento pode resolver o problema com as cicatrizes, é interessante entender como o tratamento age na pele.

Assim como o ácido hialurônico, os bioestimuladores são injetados em alguns pontos da pele através de pequenas cânulas. As células de colágeno, ao identificarem tal substância, aumentam a produtividade desta proteína.

Com isso, há um grande aumento da elasticidade e firmeza da pele, como se esta estivesse tensionada (mas de uma forma natural, claro).

O procedimento com bioestimuladores é utilizado, a princípio, para quem busca rejuvenescer a pele de forma natural, acabando com rugas e marcas de expressão.

Mas a suspensão da derme também se mostrou muito eficaz para amenizar as cicatrizes causadas pelas acnes. Estas que, antes, diziam que não tinham solução.

Aém da relação entre bioestimuladores e acnes trazer esse benefício, o paciente ainda trabalha o rejuvenescimento da pele. As vantagens são redobradas.

Há vários tipos de bioestimuladores, mas para o caso das acnes, o Scupultra (nome comercial para ácido polilático) é o mais indicado para o tratamento com acnes.

Se as cicatrizes na pele não forem a única queixa do paciente, também é possível trabalhar, seja com o mesmo bioestimulador ou com algum outro tratamento, outras regiões na mesma sessão.

O objetivo é atingir os resultados esperados pela paciente, buscando atender suas maiores expectativas.

O que fazer para evitar as acnes

Como dito logo no início, as acnes são muito presentes na vida de adolescentes, mas aparecem em adultos também.

O aparecimento delas no rosto ou em alguns outros lugares do corpo (costas e orelhas, por exemplo) dá-se por diversos fatores. Um deles é a genética e, nessa questão, não há muito que possa ser feito.

Mas há, também, fatores que são agravados de acordo com os hábitos, como alimentação, nível de hidratação, cuidados com a pele e coisas do gênero.

Manter uma alimentação leve e saudável, praticar exercícios físicos, hidratar-se, manter uma rotina de skincare adequado e não fumar, são algumas coisas que podem ser feitas para evitar as acnes.

Quando elas aparecerem, é fundamental seguir o conselho: não espremer. Por mais que seja tentador, é nesse momento que as cicatrizes surgem.

Bioestimuladores e acnes: quem deve aplicar

Escolher o profissional que irá administrar o procedimento é um dos passos mais importantes. Somente dessa maneira será possível garantir que os bioestimuladores e acnes sejam eficientes.

Não são apenas os cirurgiões plásticos os que podem realizar tal tratamento, mas é altamente recomendado buscar por profissionais que possuam boas credenciais.

O Dr. Rummennig, graduado pela Universidade Federal de São Paulo, é um profissional de excelência em tratamentos dermatológicos e em seu site há mais informações sobre bioestimuladores e acnes.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *