Entenda Como O Bioestimulador Age Na Pele

Uma das principais dúvidas a respeito do novo tratamento do momento é saber como o bioestimulador age na pele. O procedimento, que vem sendo cada vez mais procurado, gera muita curiosidade por conta dos seus efeitos surpreendentes.

Cada vez mais os tratamentos estéticos estão apostando em alternativas que, além de trazer ótimos resultados, deixam a pele mais rejuvenescida de forma natural.

A proposta é não parecer que fez algum tratamento estético, mas, sim, dar à cútis um aspecto mais firme, saudável, macio e com brilho. É exatamente essa a meta dos procedimentos realizados com bioestimuladores.

Entenda Como O Bioestimulador Age Na Pele

Como o bioestimulador age na pele?

A ciência e bioquímica por trás de como o bioestimulador age na pele é complexa, no entanto, é possível resumir o funcionamento do produto de maneira bem simples, facilitando a abstração do processo.

Os bioestimuladores são injetados nas camadas da pele através de uma pequena cânula fina. As doses, que devem ser bem administradas, causam uma reação inflamatória na região aplicada.

Os fibroblastos, que são as células de colágeno, respondem essa inflamação. A consequência dessa ação é o aumento da produção de colágeno.

É sabido que esta substância é fundamental para manter a elasticidade e firmeza da pele, mas os níveis da mesma decaem com o passar dos anos (é por isso que as rugas começam a aparecer).

Por mais que uma pessoa invista em produtos que contenha colágeno (como cremes) ou até mesmo ingeriiram tal substância, o resultado não é o mesmo proporcionado pelo bioestimulador.

O bioestimulador age na pele de dentro para fora, de forma mais intensa, eficaz e visível. A produção de colágeno é estimulada por cerca de um ano e meio após as sessões de tratamento.

Todo o como o bioestimulador age na pele da mesma maneira?

O bioestimulador age na pele de formas um pouco diferentes de acordo com a substância que está sendo aplicada. Há três principais (nomes comerciais): Sculptra, Radiesse e Ellansé.

  • SCULPTRA

Scupultra é o nome comercial para ácido polilático. Assim como a proposta do bioestimulador, a substância promove o aumento da produção de colágeno. É indicada para quem deseja aumentar a elasticidade e firmeza na pele.

Interessante pontuar que esse bioestimulador pode ser aplicado em outras regiões, como coxas e glúteos.

  • RADIESSE

É o hidroxiapatita de cálcio. Seu efeito é praticamente instantâneo e as aplicações são ótimas para amenizar – ou até mesmo eliminar de vez – as rugas e marcas de expressão.

  • ELLANSÉ

A policaprolactona, de nome comercial Ellansé, tem a capacidade de trazer mais volume. Conforme há o envelhecimento da pele, porcentagens de gordura vão sendo perdidas e deixam os ossos mais evidentes.

É muito importante pontuar que somente um profissional qualificado saberá qual substância será mais bem aplicada em cada caso. Em algumas vezes será necessário uma combinação de procedimentos para atingir os melhores resultados.

A aplicação deve ser feita com profissionais

Como dito anteriormente, é fundamental que o procedimento com bioestimulador (ou qualquer outro procedimento estético) seja realizado por um profissional altamente qualificado e habilitado.

Saber como o bioestimulador age na pele é apenas um princípio básico, é necessário saber aplicá-lo de forma correta.

O objetivo desses tratamentos estéticos é trazer à pele mais rejuvenescimento e, assim, aumentar a autoestima de homens e mulheres. Quando o procedimento não é bem feito, todos os resultados são comprometidos.

Ou seja, todas as expectativas do paciente são frustradas (além de perda de tempo e dinheiro). E, claro, ainda há a questão de que profissionais de excelência minimizam ao máximo quaisquer riscos.

Aqueles que desejam os melhores resultados recomendam-se buscar informações sobre como o bioestimulador age na pele no site do Dr. Rummennig, um profissional altamente credenciado.

 

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *